As últimas flores do jardim das cerejeiras

Hoje, quando quase imploramos para entrar no teatro lotado, não tinha ideia do que me esperava. Um labirinto, minotauros, Ariadnes (né, Renata Ferraz!?) e gueixas nos esperavam. Inspirado na obra “O Jardim das Cerejeiras”, de Anton Tchekhov (1860-1904), o Grupo Oficina Multimédia de Minas Gerais conseguiu fazer um belo espetáculo. Adoro sair anestesiada do teatro, com a sensação do novo rondando o meu caminho.