A Paris azul de Monet.

Escutar Rosa vendo os azuis de Monet. Correr pelos jardins de Tuileries só pra ter certeza que não faz como a Phoebe. Rir horas ao sol, sentados nas cadeiras verdes, ficar vermelho e depois ser salvo por guarda-chuvas coloridos. Escutar um casal de velhinhos tocando Edith Piaf, lembrar da Cilene e dar de cara com a Maria Cezária (essa é só pra quem fez FAC). Você é professora!.. gritei numa afirmativa no meio da calçada.  Sorvete Berthillon e vinho de 5 euros (sim Cami, eu sei, mas “é o que temos para hoje”rs). Picnic no Sena, aquele que queria ter feito anos atrás. Ir pro Pop In, se perder, se perder mais,  se achar e no fim só dançar as últimas 5 músicas que incluíam Thriller. Andar, correr, rir, perder a conexão, mas não perder a graça. E Châtelet fará parte de nossas vidas. E a Camila vai ter filhos Nerds lindos. E nas horas restantes, num impulso, entrar em um trenzinho com um bando de velhinhos e ver tudo, e ver colorido. E vocês me esperaram na Marche les Enfants Rouges. E vou ter os olhos de vocês pra me ajudar a lembrar. Obrigada Camila e Guilherme e Cecilia e Victor. Paris mudou pra mim. E acreditem, ela agora é incrível. Encontro vocês às 3h. Em algum lugar do mundo.

 

 

 

31. May 2011 by renata
Categories: Viagem | Tags: , , | 7 comments

Comments (7)

  1. Lendo assim, até que tá chic! hehehehe

  2. Difícil definir Paris! Conjunto de emoções, imagens, sensações! Adorei relembrar essa cidade nas tuas palavras! Beijosss

  3. Fabi. Paris é e sempre será incrível!!!!!!!!! beijocas.

  4. Comentario de teste

Leave a Reply

Required fields are marked *