Ao redor e além

Para conhecer uma cidade é preciso se perder nela. Não adianta. Você pode ter os mapas, GPS e todos os Itudo destes tempos on line, mas o melhor mesmo é seguir o instinto e sair andando. Sempre desconfio de pessoas que tem tudo planejado e mapeado. Em viagens, este tipo de pessoa, por exemplo, tem até a parada para o xixi na agenda, como se o organismo fizesse parte de um compromisso. Uma cidade é como uma música, quanto mais se canta, mais se ouve, mais se conhece e ela acaba se tornando parte da sua vida, ou você da dela. Comece olhando pro lado, pra sua rua, para o seu entorno e os primeiros acordes vão aparecer.