A Paris de Van Gogh

A exposição temporária no subsolo do museu Van Gogh em Amsterdam esta brilhante. Como na mostra anterior (Picasso in Paris 1900 – 1907) a idéia é traçar o desenvolvimento do artista, de sua obra e, claro, a influencia da cidade luz nisso tudo. Por exemplo, depois de escanear um dos quadros que Van Gogh pintou entre 1885 e 1888 (período em que morou entre Paris e Antwerp), pode-se ver os telhados de Paris. Dois grandes especialistas, Ella Hendriks e Louis van Tilborgh trabalharam anos neste projeto que fica até o dia 18 de setembro no museu Van Gogh.

 

 

Texto de abertura da exposição Van Gogh in Antwerp and Paris: New perspectives
Texto de abertura da exposição Van Gogh in Antwerp and Paris: New perspectives

 

 

 

 

Vincent van Gogh 

Paris em 1900 era, definitivamente, uma festa.

Imagina Picasso aos dezenove anos chegando em Paris. Imaginou? Pois é, o espanhol virou a cidade do avesso. No estúdio que alugou em Montmartre passavam escritores, pintores, modelos, e toda a sorte de artistas que viviam na cidade. A exposição Picasso in Paris 1900 _1907 que esta no Van Gogh Museum e vai até 29 de maio traça um pouco da história e da evolução deste cara genial nos primeiros anos de sua vida artística. Muita Boemia, artistas de circo, mulheres, poetas… tudo inspirava e transformava. No final de sete anos, Picasso já era o líder do vanguardismo francês.

Imagine Picasso arriving at nineteen in Paris. Can you imagine? Well, the Spaniard turned the city upside down. In his studio in Montmartre passed writers, painters, models, and all sorts of artists that were living in the city. The exhibition in Van Gogh Museum Picasso in Paris 1900 _1907 outlines some of the history and evolution of this great guy in the first years of his artistic life. Lots of Bohemia, circus, women, poets … all inspired and transformed. At the end of seven years, Picasso was already the leader of the French avant-garde.

Picasso e os telhados de Paris em sua fase azul.

Van Gogh.

O melhor entre o centro e a minha casa é que no meio do caminho tem o Vondelpark e o bairro dos museus. Acabo sempre cruzando o parque e visitando alguma exposição. Desta vez decidi entrar no Van Gogh Museum. Já tinha feito uma visita rápida anteriormente, mas é sempre bom dar uma passada por lá. O museu fica na Stadhouderskade, 55 e abre diariamente das 10h às 18h. Nas sextas-feiras ele fica aberto até as 22h (não sei se isso vale para o inverno, confira a programação no site no final do post). São mais de 200 pinturas do artista, além de telas de outros pintores como Vittorio Matteo corcos, Gauguin, Toulouse Lautrec. Aliás, adorei uma das obras de Vittorio Corcos. Contemplation mostra uma moça com um livro aberto entre as mãos e uma senhora lendo outro livro atrás dela. O olhar, sempre o olhar. Não só da moça, de todas as pinturas. Vincent Willem Van Gogh teve uma vida relativamente curta, morreu aos 37 anos. Inconstante em relação a trabalho, estudos e amores, buscou na arte sua forma de expressão mais verdadeira. Nos últimos dez anos de sua vida dedicou-se integralmente a pintura, sua primeira grande obra foi The Potato Eaters de 1885. Van Gogh é considerado um dos pioneiros na ligação das tendências impressionistas com as aspirações modernistas. Sua fama viria somente depois de sua morte. Sunflowers (Os Girassóis), umas das suas obras mais conhecidas, foi pintada no sul da França na cidade de Arles, onde foi morar depois de passar um tempo em Paris com seu irmão Theo (seu grande amigo e patrocinador). Lá teve por algum tempo a presença de outro grande artista, Gauguin. Os dois pintores tinham temperamentos opostos e, passado algum tempo, perceberam que não conseguiriam conviver juntos. Nesta época Van Gogh corta sua própria orelha, apresentando sintomas de paranóia. A cidade pede para que ele seja internado vendo nele uma ameaça à sociedade (Geni? Joga pedra…). Dois anos mais tarde, já em Paris, depois de atirar contra si mesmo, suas últimas palavras ao irmão foram: “A tristeza durará para sempre”. Obras como Self-Portrait as an Artist (1888),  Sunflowers (1889) Wheatfield with crows (1890) podem ser vistas no museu inaugurado em 1973.

http://www.vangoghmuseum.nl/vgm/index.jsp?lang=nl