Lagoa cheia de graça

Sempre vai ter uma criança olhando um cachorro e um cachorro olhando para uma criança. E quando não tem movimento, os garçons jogam canastra nos fundos do bar. Bicicletas de um, dois, três lugares levam a família. E todos caminham no ritmo da música. Desconfio que o menino franzino da camiseta de caveira escuta Wilson Simonal. Seu Luciano continua escolhendo os melhores cocos e segue procurando um ajudante. Os pescadores só aparecem lá pelo final da tarde, sempre com alguma história pra contar. E meu novo amigo, Horácio, quer ser adotado. Ele é igual a Lagoa Rodrigo de Freitas, cheio de graça.

O Horácio
O Horácio